Pular para o conteúdo principal

Proposta

Rio Abierto, criado por Maria Adela Palcos em 1966 na Argentina (foto ao lado),  forma identidade própria ao reunir determinados conhecimentos e técnicas num sistema de trabalho psicocorporal que visa o desenvolvimento harmônico do ser humano. Busca a integração dos planos físico, emocional, mental e espiritual e está fundamentado nos princípios de liberdade e confiança no potencial humano.

Maria Adela Palcos

É uma escola de quarto caminho e seus fundamentos incluem conceitos da psicologia transpessoal, escolas orientais e grega, filosofia de G.I. Gurdjieff e dos autóctones americanos.

Ao escolher o corpo como porta de entrada para o trabalho de integração, acredita ser possível experimentar tanto o prazer de vivermos na matéria, como também o de vibrar nos níveis mais sutis da alma. Porém raras vezes experimentamos essa dimensão do “ser corpo-alma”. Vivemos limitados dentro de um repertório corporal, gestual-expressivo e mental, num espaço “encolhido”, onde as tensões musculares e emocionais se fazem constantes. Esquecemos que temos um corpo que pode ser vivido com mais liberdade e alegria. E ao recuperarmos essa liberdade surge o sentimento de confiança em si mesmo e na Vida.

Considera que o ponto de partida para um desenvolvimento mais pleno está relacionado com a ampliação da consciência de si, tendo como início um trabalho de percepção e consciência corporal, pois é nele (corpo) que se dá toda experiência e manifestação do nosso ser.

 

Mas o que é ter consciência corporal?

 É desenvolver uma escuta sutil do corpo. Poder ouvi-lo e perceber as sensações, emoções e pensamentos que se expressam através dos músculos, ossos, articulações, e assim ampliar o conhecimento de si. E, à medida que vai desenvolvendo essa “escuta”, poder responsabilizar-se pelas ações e relações que estabelece consigo e com o mundo. 

Com esse olhar Rio Abierto busca despertar nosso potencial energético, afetivo, mental e espiritual, e para isso utiliza instrumentos específicos de trabalho:

  • Movimento Vital Expressivo e Movimento Corretivo em grupo
  • Trabalho com Voz e Respiração
  • Dramatização
  • Artes Plásticas
  • Massagem (circulatória e corretiva)
  • Trabalho sobre si individual e em grupo.
  • Convivência em contato com a natureza
  • Meditação

Tais práticas possibilitam a conexão com as diversas realidades existentes, comumente não percebidas no nosso cotidiano.